WALTER SCOTT DA SILVA RAYOL

Legislatura(s):

  • 1° Legislatura (1947-1952)
  • 2° Legislatura (1952-1956)
  • 3° Legislatura (1956-1960)
  • 4° Legislatura (1960-1964)
  • 6° Legislatura (1969-1972)

Biografia:

Nasceu na cidade de Viana (Maranhão) em 16 de setembro de 1905. Mudou-se para Manaus ainda muito jovem. Foi casado com Alzira da Silva Rayol. Walter Rayol trabalhou como comerciário durante catorze anos na firma Higson & Cia., situada nas proximidades da Rua Visconde de nas imediações do prédio do antigo Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Empregados em Transportes e Cargas (Iapetec), hoje INSS. Em 1947, candidatou-se pela primeira vez a uma das vagas à Câmara Municipal de Manaus, sendo eleito pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) como o mais votado do pleito. Foi reeleito sucessivamente por mais três legislaturas, além de ser suplente nas 5ª. e 6ª. Legislaturas, mas sempre com assento por afastamento dos titulares. Walter Rayol assumiu a Prefeitura de Manaus em 1951 na vaga deixada pelo Sr. Raimundo Chaves Ribeiro, que havia solicitado ao Governador do Estado, Julio de Carvalho Filho, a sua exoneração do cargo de prefeito da cidade. Ainda que tenha sido curta a sua passagem pelo Executivo Municipal, a gestão de Walter Rayol foi marcada pela aceitação e pelo apoio da população, por conta do trabalho de revitalização e melhoria da cidade. Ao término de seu mandato como Chefe do Executivo Municipal, Walter Rayol retornou à Câmara Municipal de Manaus, sendo, em 1952, o vereador mais votado do pleito. Foi, ainda, Presidente do parlamento municipal nos períodos de 1954 a 1956 e de 1959 a 1960. Na 5.ª Legislatura, Walter Rayol conseguiu a primeira suplência do Partido Rural Trabalhista (PRT). Na eleição de 1968, conseguiu nova suplência, tornando-se, posteriormente, o titular da cadeira de vereador em razão da perda de mandato do Sr. Raimundo Aleixo. Walter Rayol foi um dos fundadores do Instituto de Previdência do Município, que tinha a denominação de Montepio (hoje Manausprev) e presidente da antiga Companhia de Eletricidade de Manaus (CEM). Era um grande conhecedor dos vultos históricos do País.. Além de político, Walter Rayol teve passagem brilhante pela crônica esportiva de Manaus, escrevendo comentários sobre o futebol local para o “Diário da Tarde” e “O Jornal”, com o pseudônimo de Zé do Parque. Walter Rayol faleceu no dia 19 de junho de 1970, vítima de um infarto, em sua residência, por volta das cinco horas da manhã. Seu velório foi realizado na Câmara Municipal de Manaus e, seu sepultamento, no Cemitério São João Batista. Em 1975, por iniciativa do então vereador Fábio Lucena, foi aprovado, no parlamento municipal, o decreto que denominou o Gabinete da Presidência da Câmara Municipal de Manaus de “Walter Rayol”.